UEFA adia a Eurocopa para 2021

A União das Associações Europeias de Futebol, popularmente conhecida pelo acrônimo em inglês UEFA, nesta semana finalmente se pronunciou após a pandemia mundial do novo Coronavírus que causou a paralisação de praticamente todos os eventos esportivos mundiais. E provando que vai muito além de seu slogan, “we care about football” (nós nos preocupamos com o futebol, em tradução livre) adiou a realização da Eurocopa de junho deste ano para junho de 2021.

O adiamento da Eurocopa em 1 ano foi informado pela entidade em uma videoconferência, onde foi informado que a nova data da UEFA Euro será entre os dias 11 de junho e 11 de julho de 2021. E segundo a entidade o prejuízo com este adiamento será de nada menos do que R$ 1,6 bilhão.

Além da Eurocopa a UEFA também anunciou que as finais da atual temporada da UEFA Champions League, que será disputada em Istambul na Turquia, assim como a final da UEFA Europa League, em Gdansk na Polônia, serão adiadas. Ambas as competições foram interrompidas ainda nas oitavas de final.

Com esta medida sendo tomada, será a primeira vez desde 1960 que a Eurocopa não seria disputada em um intervalo de 4 anos. A entidade disse em seu comunicado para a imprensa:

– “A saúde de todos os envolvidos no jogo é a prioridade, além de evitar um aumento nos serviços públicos nacionais envolvidos na realização de partidas. A mudança ajudará a concluir todas as competições domésticas, atualmente suspensas devido à emergência da covid-19″.

A pandemia do novo Coronavírus também forçou a Conmebol a adiar a edição deste ano da Copa América, que teria a sede compartilhada entre Colômbia e Argentina. O torneio continental da América do Sul já teve uma edição no ano passado, no Brasil, e seria realizado novamente para a partir de agora ser realizada em paralelo com a Eurocopa.

O adiamento das competições continentais frustra os planos da FIFA, que tinha como grande objetivo realizar em 2021 o novo mundial de clubes, com 24 equipes e que iria servir como substituta para a Copa das Confederações, torneio deficitário que não seria mais realizado pela entidade máxima do futebol mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *