Souza volta ao futebol depois de mais de um ano

Rodrigo de Souza Cardoso, o atacante que passou pelo Corinthians na era Ronaldo em 2009 e marcou apenas 13 gols ficou afastado em 2016 depois de entrar para o Madureira e não voltou mais devido a ruptura no ligamento cruzado do joelho direito. Agora ele retorna diante do Botafogo onde ficou marcado pela rivalidade entre o Flamengo e o Alvinegro no ano de 2008 ao lançar o “chororô”. Na época ele participou do rubro-negro durante uma temporada e deixou 24 gols.

A história da provocação veio de um jogo do Fla contra o Cienciano-PER pela Libertadores. A partida aconteceu três dias depois que o Rubro-Negro bateu o Glorioso na final da Taça Guanabara de 2008. Enquanto a torcida nas arquibancadas cantava “ninguém cala esse chororô”, fazendo alusão a uma música cantada pelos alvinegros, Souza marcou um gol e não perdoou. Com as mãos nos olhos, imitando um choro zombou dos rivais e ficou marcado negativamente pela torcida.

Como se isso já não fosse o suficiente, em 2011, pelo Bahia, em um jogo contra o Botafogo pela 28ª rodada do Brasileiro, que terminou empatado em 2 a 2, o atacante abriu o marcador e não teve piedade, fez a mesma provocação.

Agora com 34 anos ele comenta que vai levar isso como um jogo normal. Os motivos da provocação vem do fato do jogador ter o Flamengo como clube do coração como ele mesmo afirma.

“É verdade, vou ter que retornar contra o Botafogo. Todo mundo sabe que eu sou Flamengo, que eu sempre fui. É o meu time de coração. Mas vou procurar tratar como se fosse um jogo normal. A ansiedade é grande. Mas o mais importante vai ser ajudar o Madureira a conseguir os três pontos.” Disse o atacante em entrevista recente ao globoesporte.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *