São Paulo vence Danubio e não depende mais de rival para se classificar

Aquele momento que um jogador sai do banco de reservas e vira o jogo é o suficiente para animar qualquer torcida e engradecer qualquer treinador que fez a escolha chave no momento certo. Foi o que ocorreu com o São Paulo que venceu com dificuldades o Danubio, por 2 a 1, no Uruguai, pela Copa Libertadores, no último minuto de jogo na quarta-feira (15). Tudo começou com uma falha de Rogério Ceni ao levar um gol de longa distância relativamente possível de se defender com sua capacidade, para a sorte do goleiro o atacante Alexandre Pato empatou em seguida e no final da partida o argentino Ricardo Centurión saiu do banco para virar o jogo. O destaque da partida foi o meia Michel Bastos, autor das assistências que originaram os dois gols.
São Paulo vence
Quanto a Rogério Ceni, admitiu que o clube não foi tão bem, principalmente ele, mas deixou sua crítica sobre as condições adversas encontradas no estádio adversário.

“Tem de ver que é time que vem lutando para se ajeitar, mas luta, tem brio, mostrou isso hoje. Mas não podemos jogar uma competição grande como a Libertadores sem bola, gandula com pedaço de pau, laser no olho tempo todo, aí quando passa na frente, aparecer três e quatro bolas, tem de ter o mínimo de condições – afirmou o goleiro.

“Eu não vi a bola. Procurei do lado de cá, veio muito rápido com o vento, ventava muito. O vento estava forte, a bola ganhou velocidade, balançou!” Comentou Rogério Ceni sobre sua falha no chute de longa distância.

A vitória deu ao clube do São Paulo a possibilidade de se classificar sem depender do grande rival, Corinthians, que lidera com doze pontos, enquanto o San Lorenzo tem seis, e saldo zero. Na última rodada tem o clássico entre São Paulo e Corinthians no Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *