PSG confirma a demissão de Thomas Tuchel

O que era um boato que vinha ganhando mais forças desde a véspera do Natal acabou sendo confirmado de maneira oficial pelo Paris Saint-Germain nessa terça-feira, já que o clube com um breve comunicado oficial à imprensa confirmou a demissão do técnico alemão Thomas Tuchel do comando da equipe.

Thomas Tuchel tem 47 anos e ainda tinha mais seis meses de contrato com o Paris Saint-Germain, tendo chegado ao time em maio de 2018. O treinador começou a sua carreira em 2007 no Augsburg B e teve passagens pelo Mainz 05 e Borussia Dortmund antes de chegar até a capital parisiense.

No comando do Paris Saint-Germain Tuchel teve 127 jogos, com 95 vitórias, 13 empates e 19 derrotas, tendo conquistado o bicampeonato da Ligue 1, o Campeonato Francês, em 2018-19 e 2019-20, além do título da Supercopa da França, da Copa da França e da Copa da Liga Francesa.

Além dos títulos conquistados o treinador conduziu a equipe na última temporada até a final da UEFA Champions League, sendo derrotado pelo Bayern de Munique, mas garantindo para o time a melhor campanha de sua história no torneio continental.

Segundo a mídia local parisiense Thomas Tuchel já balançava em seu cargo há meses por conta da campanha irregular do PSG nessa temporada, onde inclusive chegou a correr riscos de ser eliminado ainda na primeira fase da UEFA Champions League. A mídia local também fala que a relação de Tuchel com o elenco não era boa.

Outro ponto de discórdia entre Thomas Tuchel e a diretoria do Paris Saint-Germain, incluindo o brasileiro Leonardo, foi a excessiva cobrança do treinador via mídia por reforços que acabaram não chegando.

Já a mídia alemã fala que Thomas Tuchel deve receber pelo menos 6 milhões de euros após a sua demissão como forma de indenização e que já teria inclusive sido procurado por equipes do futebol inglês para entender quais são seus planos futuros.

A carreira do alemão com suas passagens de sucesso pro Mainz 05 e Borussia Dortmund lembram inclusive a história de outro treinador que faz muito sucesso na terra da rainha, Jürgen Klopp.

Também da Terra da Rainha deve vir o substituto de Tuchel no comando do PSG, com o argentino Maurício Pochettino, ex-Tottenham, sendo o favorito para comandar Neymar, Mbappé e companhia no restante da temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *