Palmeiras deixa de faturar com eliminações precoces

A temporada do Palmeiras passa longe do que todos os seus torcedores sonhavam. O time até agora não conquistou nenhum título e já foi eliminado da Copa Libertadores da América e da Copa do Brasil, restando apenas o Brasileirão para o time sonhar com um troféu conquistado ainda em 2019.

A equipe paulista tem feito nos últimos anos grandes campanhas nos torneios de pontos corridos, tanto que foi campeão em duas das últimas três edições do Campeonato Brasileiro. Porém, acumula uma série de frustrações desde que conquistou o título da Copa do Brasil de 2015, torneio disputado no sistema de mata-mata.

Na ocasião o time conquistou o título nos pênaltis contra o Santos e desde então:

– Caiu nas semifinais do Campeonato Paulista 2016

– Caiu na fase de grupos da Copa Libertadores 2016

– Caiu nas quartas de final da Copa do Brasil 2016

– Caiu nas semifinais do Campeonato Paulista 2017

– Caiu nas oitavas de final da Copa Libertadores 2017

– Caiu nas quartas de final da Copa do Brasil 2017

– Vice-campeão no Campeonato Paulista 2018

– Caiu nas semifinais da Copa Libertadores 2018

– Caiu nas semifinais da Copa do Brasil 2018

– Caiu nas semifinais do Campeonato Paulista 2019

– Caiu nas quartas de final da Copa Libertadores 2019

– Caiu nas quartas de final da Copa do Brasil 2019

Logo de cara, a notícia ruim para o Palmeiras é que a conquista do título da Copa Libertadores da América, assim como o título da Copa do Brasil poderia garantir aos seus cofres nada menos do que R$ 116 milhões, sem contar com o dinheiro da participação no Mundial de Clubes da FIFA em dezembro.

Porém, com a campanha pior do que na temporada passada, onde chegou nas semifinais das duas competições, o time terá um faturamento, até aqui, R$ 13 milhões a menos do que em 2018.

Embora o dinheiro não seja um problema para a equipe, que tem junto à Crefisa o maior patrocínio de camisa da América Latina, as constantes quedas nas competições de mata-mata acabam colocando em xeque o trabalho do técnico Luiz Felipe Scolari, que dificilmente continuará no clube para 2020 mesmo que novamente conquiste o troféu do Campeonato Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *