Luis Suárez não está nos planos do Barcelona para o futuro

O ataque titular da seleção uruguaia pode iniciar a nova temporada do futebol europeu com novas camisas. Após Cavani não renovar o seu contrato com o Paris Saint-Germain e estar disponível no mercado é a vez de Luis Suárez também poder trocar de ares, já que o novo treinador do Barcelona Ronald Koeman já informou à diretoria do clube Culé que não conta com El Pistolero para a próxima temporada.

A saída de Luis Suárez não deve ser a única do Barcelona sob seu novo comando, com Koeman sendo contratado após o vexame do time de Quique Setién que terminou a temporada sem nenhum título após mais de uma década e ainda foi humilhado pelo Bayern de Munique em uma derrota por 8×2 nas quartas de final da UEFA Champions League.

Ronald Koeman chegou para tentar uma revolução dentro do clube vendendo veteranos para tentar contratar novos talentos para a equipe. O holandês tem atualmente 57 anos e jogou no Barcelona entre 1989 e 1995. Começou a carreira como treinador em 2000 no Vitesse e já treinou diversos clubes como o Ajax, PSV, Benfica e Everton da Inglaterra, além da Seleção Holandesa onde estava desde 2018.

Koeman já comunicou à Luis Suárez e também para Arturo Vidal, duas estrelas do futebol sul-americano, que não fazem parte dos planos para o futuro da equipe e que podem procurar outro clube para jogar na próxima temporada ou serão utilizados como moeda de troca pelo clube.

Outros nomes como Rakitic, Umtiti e Firpo também não estão nos planos de Ronald Koeman para o futuro do Barcelona e também terão que procurar outro lugar para jogar no futuro. Ainda há dúvidas sobre nomes como Busquets, Sergi Roberto e Piqué, que podem deixar a equipe mas ainda não tiveram o seu futuro definido. Koeman já informou para Jordi Alba que ele fica.

Luis Suárez era o grande astro do Liverpool quando chegou ao Barcelona em 2014. Ele hoje é o terceiro maior artilheiro da história do Barcelona com 198 gols e atualmente está com 33 anos de idade. Nenhum clube demonstrou interesse em sua contratação ainda mais é pouco provável que ele deixe a Europa para voltar para a América do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *