Jadson deixa o futebol chinês e regressa ao Corinthians

O meio campo Jadson e o Corinthians parecem ter entrado em acordo sobre o tempo de contrato do jogador na equipe. Inicialmente, o atleta havia pedido que a parceria vigorasse por três anos. Entretanto, os dirigentes corintianos ofereceram um contrato de 24 meses, o que o camisa 10 acabou aceitando. Aos 33 anos, Jadson estava no futebol chinês, defendendo as cores do Tianjin Quianjian.

Além do tempo de contrato, Jadson fez outras concessões para volta a vestir a camisa do Corinthians. Ele havia pedido, inicialmente, um salário de R$ 600 mil e mais R$ 10 milhões de premiação. Porém, de acordo com informações publicadas no Esporte UOL, ele acabou cedendo para rendimentos mensais de R$ 450 mil e premiação de R$ 4 milhões. As negociações entre as partes tomou forma quando o atleta rescindiu o contrato com o clube asiático, sendo que o meio campo também estava sendo sondados pelo Atlético-MG, Grêmio e São Paulo. Porém, segundo a reportagem do UOL, a prioridade de Jadson era voltar ao Corinthians, time pelo qual foi campeão brasileiro em 2015.

Ele chegou ao clube paulista em 2014, momento em que o Corinthians vivia a polêmica transferência de Alexandre Pato para o rival São Paulo. Na era Tite, Jadson se destacou principalmente nas bolas paradas. Tendo 100% de aproveitamento nas 8 cobranças de pênalti que realizou e, também, é responsável pelos últimos gols de cobrança de falta marcados pelo timão. Além disso, o meio campo era responsável por grande parte da articulação de meio campo, juntamente com Elias e Renato Augusto.

De acordo com o portal, o atual técnico Fábio Carille considera Jadson peça fundamental para o time, tanto que pretende escalar o jogador na mesma posição que o atleta desempenhava na equipe comandada por Tite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *