Doriva não é mais o técnico do Santa Cruz

O Técnico Doriva não vai mais comandar a equipe do Santa Cruz. O treinador pediu desligamento do time pernambucano após sofrer derrota para o Botafogo, jogando em casa, no Estádio do Arruda, na última quarta-feira (19). Foram quase dois meses no comando do time, no total de 16 jogos e apenas três vitórias, com ainda 11 derrotas e dois empates. O retrospecto na Séria A é de 12 partidas, com 10 derrotas, um empate e uma vitória. Com esse desempenho, o Santa Cruz foi eliminado da Copa Sul-americana e se encaminha para a disputa da série b, em 2017.

O treinador e os dirigentes do Santa Cruz se reuniram ontem (20) e, de comum acordo, acertar a descontinuidade do contrato. Uma das justificativas para o encerramento do mesmo é que o time pernambucano tem encontrado problemas financeiros, com acúmulo de dívidas e falta de pagamento de salários. A situação financeira é tão grave que na manha desta quinta-feira (20), os funcionários do clube resolveram parar as atividades e entrar em greve. Os jogadores também estão com seus salários atrasados. Faltando apenas seis rodadas por término da competição, o time vai ser assumido pelo auxiliar técnico Adriano Teixeira.

O Técnico Doriva chegou a Santa Cruz quando o clube já lutava para sair da zona de rebaixamento. O treinador tentou algumas mudanças, deixando, por exemplo, algum dos ídolos do time no banco de reservas, os jogadores Tiago Cardoso e Grafite. Ele ainda fez uma série de pedido de reforço à diretoria do clube. Porém, só foi atendido em dois deles, na contratação dos jogadores de meio campo Mazinho e Wagner.

Antes do Santa Cruz, Doriva dirigiu o Bahia, clube pelo qual perdeu o campeonato baiano de 2016. Além disso, já comandou as equipes do São Paulo e da Ponte Preta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *