Dilma recebe a taça da Copa do Mundo diretamente do Presidente da Fifa

Nesta última segunda-feira (2) Dilma recebe a taça da Copa do Mundo em cerimônia que contou com a presença de Joseph Blatter o presidente da Fifa.

A entrega começou as 16:00h do horario de Brasilia após renião entre entre os presidentes. A cerimônia foi rápida no Palácio do Planalto, a Presidente discursou que a competição será marcada pela paz e luta contra o racismo, espera que o Brasil seja campeão e fez um gesto de “sorte” batendo três vezes na madeira.

“Meu desejo, que tenho certeza, é compartilhado por todos os mais de 200 milhões de brasileiras e brasileiros, é que, no próximo dia 13 de julho, mais 23 brasileiros possam tocar nessa bela taça” (fonte: oglobo.globo.com)

Em um determinado momento da cerimônia Cafu ex-capitão da seleção penta campeã afirmou que Dilma é “pé quente”, deixou claro que confia na seleção e pediu apoio aos torcedores.

“Vamos fazer jus para que esta taça linda e maravilhosa fique no Brasil. Tenho certeza de que os meninos vão fazer bem feito dentro de campo para que esta belezura fique aqui. Todos nós brasileiros temos de acreditar.”

Cafu acredita no Brasil

Cafu acredita que a copa do mundo não vai resolver todos os problemas do país mas, sabe que isto trará alegria ao povo. A grande dúvida é se a maioria do povo brasileiro que desaprova a copa vai ficar esperando a festa acontecer de braços cruzados enquanto o país se encontra com grandes problemas por causa de problemas envolvendo corrupção e má gestão de nossos líderes, sem contar com o fato de todos acreditarem no superfaturamento que houve com a Copa do Mundo.

Dilma diz algumas palavras que se assemelham a um antigo discurso o qual ela afirma que esta será a “Copa das Copas”.

“Aos brasileiros e aos estrangeiros que nos visitarem, asseguro que a estrutura de segurança que organizamos vai proporcionar a todos a tranquilidade necessária para aproveitar os jogos, as festas e os passeios para conhecer as nossas belezas. A todos os brasileiros e estrangeiros, eu convido a serem parceiros na realização de uma Copa sem racismo, pela paz, sem discriminação”

Tudo que podemos fazer é torcer não só pela seleção brasileira mas também pelo nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *