Compra de Porche Panamera de forma irregular pode agravar situação de Neymar

Um Porsche amarelo do atacante Neymar Jr. foi apreendido em julho de 2014 e está até hoje sob a guarda do poder público devido a supostas irregularidades com a Receita Federal. Tudo começou com uma aposta em 2011, durante o Sul-Americano sub 20, Neymar pai duvidou que o filho fosse artilheiro da competição e fizesse dois gols na final. O atacante do Barcelona cumpriu o combinado e ganhou na brincadeira um Porshe importado que, desde 2014, está apreendido, nas mãos da Receita Federal.
neymar porche amarelo
Segundo jornal Folha de S. Paulo, os autos da Receita consideram ilegal o tramite realizado para trazer o carro ao Brasil, com o uso de empresas intermediárias para burlar burocracias e custos adicionais da importação.

O veículo foi comprado por uma companhia chamada Select Import, que teria recebido R$ 60 mil para intermediar a chegada do veículo ao país através da First S/A, que efetivamento comprou e importou o veículo. Só então ele foi passado por R$ 349 mil à Neymar Sport e Marketing, empresa que cuida da imagem do atleta.

O que acontece é que dessa maneira Neymar estaria fugindo da legislação, pois a First não teria revelado o comprador e a empresa do jogador não apresentaria os documentos necessários para a importação.

Foram preciso três anos para o carro ser apreendido e o processo ainda está em andamento, Neymar obteve uma primeira vitória impedindo o leilão do carro, mas o bem continua apreendido.

Segundo a espn.uol.com.br a assessoria de imprensa do jogador respondeu ao jornal, e garantiu que tudo foi feito legalmente, ao menos pelo lado do atleta. O problema seria entre Receita e First S/A, e a empresa teria garantido que, caso não consiga recuperar o veículo, irá devolver todo o dinheiro.

Neymar já passa por problemas envolvendo situação de sonegação fiscal, casos como estes podem deixar a situação do jogador ainda mais complicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *