Atlético de Madrid desiste de contratar Cavani

A reta final da janela de transferências internacionais de inverno, que será fechada nesta sexta-feira dia 31 de janeiro, não deve ter grandes emoções, novelas ou reviravoltas, pelo menos se depender das notícias que chegam do velho continente. Uma das novelas que mais se estendeu neste mês de janeiro foi a tentativa do Atlético de Madrid de contratar o atacante uruguaio Edinson Cavani, atualmente no Paris Saint Germain, mas diante do jogo duro dos parisienses já anunciou que está fora da corrida pela contratação do atacante de 32 anos.

O contrato de Cavani com o PSG irá se encerrar em junho, e a falta de notícias de renovação poderiam fazer com que a equipe de Paris se esforçasse para pelo menos não perder o maior artilheiro de sua história de maneira gratuita. Mas, mesmo assim, o clube acabou recusando todas as propostas feitas pelo Atlético de Madrid exigindo um mínimo de 20 milhões de Euros para libertar o atacante.

A equipe do Atlético de Madrid fez uma proposta inicial de 10 milhões de euros que acabou sendo prontamente recusada, e chegou a subir o valor de sua proposta para 15 milhões de euros antes de receber uma nova recusa. O clube chegou a pensar em oferecer 18 milhões de euros, mas por não ter conseguido vender o meia Thomas Lemar acabou não conseguindo alcançar estes valores.

Com isso, Edinson Cavani deve permanecer em Paris até o final do seu contrato, que coincide também com o final da atual temporada do futebol europeu. Desde já o jogador já poderia assinar um pré-contrato com qualquer equipe do mundo, mas isso ainda não aconteceu. Cavani aceitaria receber menos no Atlético de Madrid, mas não teve o seu desejo atendido pelo dono do Paris Saint Germain, Nasser Al-Khelaifi.

Os motivos que levaram o PSG a recusar as propostas pelo jogador, mesmo sabendo que ele sairá gratuitamente ao final da temporada são simples: os franceses não quiseram reforçar um adversário na disputa do título da UEFA Champions League, além de manter em seu elenco um jogador bastante identificado com a sua torcida evitando que ele vire adversário.

Cavani é o maior artilheiro da história do Paris Saint Germain com 198 gols marcados em 293 jogos. O uruguaio chegou ao PSG em 2013, mas neste ano tem ficado no banco de reservas enquanto o quarteto Di Maria, Neymar, Mbappé e Icardi atuam como titulares no time treinado por Thomas Tuchel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *