briga nos estádios de futebol

Violência nos estádios, torcedor morre ao ser atingido por privada

Após empate em casa para o Paraná a situação do Santa Cruz no campeonato permanece estável. Com três pontos sendo seu terceiro empate o time de Pernambuco busca acesso à série A do campeonato brasileiro após sair da 4ª divisão e seguir subindo até então a 2ª, trata-se de uma clara situação de superação, apesar de ter perdido o campeonato pernambucano e a Copa do Nordeste.

 

Mas a torcida não esta satisfeita, afinal uma torcida nunca esta, justificativas a parte o acontecimento desta sexta-feira (2) no Arruda chocou todo o público brasileiro, Paulo Ricardo Gomes da Silva, torcedor do Paraná, 26 anos perderá a vida após ser acertado por uma privada atirada do alto do estádio. O episódio foi gravado por câmeras da Secretaria de Defesa Social, porém não há informações sobre quem atirou o vazo sanitário no torcedor.

 

Para o Santa Cruz este acontecimento foi bastante infeliz, pois o mesmo foi responsabilizado pela morte do torcedor devido ao fato de que os banheiros do estádio fazem parte do patrimônio da empresa, se algum torcedor consegue sair com um vazo sanitário certamente houve algum tipo de falha na segurança do clube. Tudo isto acarretou uma punição severa da CBF que decidiu interditar o Estádio do Arruda até que o processo seja apreciado pelo STJD, segue o relato:

 

Considerando o grave incidente ocorrido na noite de ontem no Estádio do Arruda e arredores, em Recife, após o encerramento da partida Santa Cruz x Paraná, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série B, do qual resultou uma vítima fatal, a CBF, através das suas Diretoria de Competição e Diretoria Jurídica, vem pelo presente ato administrativo, interditar o Estádio do Arruda até que o processo relativo ao incidente seja apreciado pelo STJD.

 

O presente ato também tem o efeito de representação da CBF junto ao STJD, para as medidas que se tornarem necessárias no âmbito do tribunal. (fonte: esporte.uol)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *